Pelos encravados: entenda de uma vez por todas como acabar com eles

Pelos encravados: um pesadelo que todo mundo já viveu pelo menos uma vez na vida, não é mesmo? Mas se eles estão no seu dia a dia mais do que algumas poucas vezes, é hora de falar “pérai”!

Embora sejam comuns para muitas mulheres, principalmente depois da depilação, eles podem evoluir para casos mais graves. Por isso, podem e devem ser evitados e combatidos, viu?

Mas você deve estar se perguntando: como? Fique tranquila, pois neste texto nós vamos te explicar tudinho sobre pelos encravados. 

Pelos encravados: a dura verdade

Os chamados pelos encravados surgem normalmente depois da depilação e você já deve saber. Mas por que isso acontece? Vem cá entender, amiga.

Quando depilamos e arrancamos os pelos, eles demoram para crescer, principalmente se você depilou com cera. Enquanto isso, sua pele vai formando uma fina camada de queratina, uma proteína, bem em cima do folículo de onde o pelo sai. Assim, a #queridinha da queratina forma uma barreira, fazendo com que o pelo comece a crescer curvado e para dentro. Daí, surge o encravamento.

Mas se você está pensando “Então é só eu mudar o jeito de depilar…”, saiba que não! Com alguns cuidados especiais com a pele, que vamos citar aqui, você pode continuar a se depilar da forma que quiser, com cera ou qualquer outro material. 

Outro lembrete: além da depilação, outros fatores podem influenciar muito para que esses temidos pelos encravem. Entre eles, estão a alergia a algum produto e sol, suor e umidade em excesso. Portanto, preste atenção a esses detalhes também, ok?

Pele de princesa: dicas para acabar com os pelos encravados

Então, vamos às preciosas dicas? Listaremos apenas algumas, mas uma delas é de ouro e vamos explicar logo de cara: invista no trabalho de uma profissional.

Embora esses casos também não sejam garantia de se livrar desse #pesadelo, uma profissional tem um conhecimento bem específico sobre os cuidados com a pele e com o procedimento e pode ser a diferença entre uma experiência boa ou ruim com a depilação!

Anote as outras dicas para evitar esses problemas de encravamento: 

#1 Esfolia, menina!

Um dos truques mais conhecidos é o da esfoliação antes da depilação. E dá resultado sim, viu?

Uns dois dias antes de se depilar, faça o seguinte: passe um creme esfoliante na região que você vai depilar e esfregue cuidadosamente com as mãos.

Essa esfoliação deixa a pele mais fina e ajuda a remover as células mortas que podem estar ali. Isso libera espaço para que os pelos novos cresçam livremente depois.

#2 Roupas justas só depois 😉

As áreas que normalmente mais sofrem com os pelos encravados são a virilha, as axilas, as coxas e o bumbum. Por isso, nestas áreas, evite o contato da pele com tecidos grossos e sintéticos, já que eles dificultam a respiração da pele.

Deixa a pele respirar, amiga! Prefira roupas mais largas nos dias antes e depois da depilação, ok? E tecidos naturais, como o algodão e o linho, por exemplo.

#3 É hidratação que fala, né?

Ela serve para tudo, até para evitar os pelinhos encravados: a hidratação. Por isso, aposte sempre nos cremes hidratantes para cada região específica do corpo. 

Assim, não só você evita que o problema apareça, como também pode impedir que aqueles que já estão lá se agravem. 

Escolha um creminho para chamar de seu e não largue nunca mais!

#4 Dê um tempinho do sol

Marcou a data da depilação? Prefira dar um tempinho do sol pelo menos 48h antes e depois. Isso porque o calor pode favorecer o aumento das inflamações, assim como a umidade e o suor.

E caso você já tenha algum pelinho encravado, proteja ainda mais a área contra a exposição solar, ok?

#5 Se nada der certo…

Mesmo fazendo tudo isso aqui, a gente sabe que nem sempre é possível evitar os pelos encravados. Afinal, cada pessoa tem uma pele, não é mesmo?

Por isso, caso você tenha pelos encravados ou eles surjam de vez em quando, aposte em pomadas antiinflamatórias. Elas vão ajudar a desinflamar a região, evitando também que o local fique com manchas.

Para acalmar a pele, vale também aplicar compressas frias sobre o local, o que diminui a dilatação dos vasos e a abertura dos poros.

Cursos e produtos: tudo isso você encontra na Spasso!

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre esses cuidados pré e pós-depilação para evitar os pelos encravados, passa na Spasso! Sabe por quê? Aqui, além de cursos profissionalizantes de depilação para você que quer aprender e se especializar, você ainda encontra muitos produtinhos mara para cuidar da sua pele como uma diva.

Encontre a Spasso mais próxima de você e vem pra cá!

Cursos de depilação: por que investir em um

cursos de depilação

Cada vez mais surgem novidades na área de depilação: novos produtos, diferentes técnicas e novos itens para antes e depois. Por isso, cresce também a demanda por cursos de depilação, que formam novos profissionais e ensinam as novidades para que elas cheguem até o público final. Mas muitas pessoas que querem entrar na área têm a dúvida: vale a pena investir em cursos de depilação?

A Spasso Cosméticos pode responder essa pergunta de forma simples: SIM! Mas o que os cursos podem agregar e por que eles são importantes para iniciar na profissão? Isso nós podemos responder também. Veja só:

Cursos de depilação: por que você deve investir em um

Antes de tudo, é importante lembrar que a profissão de depiladora é muito importante e delicada: ela lida, muitas vezes, com as partes íntimas das pessoas, além de trabalhar a questão da dor.

Por isso, os cursos de depilação são importantes porque dão uma base teórica e profissional, garantindo que a depiladora entende da ação dos produtos e dos cuidados antes e depois das sessões.

Podemos citar também outras vantagens de realizar cursos:

#1 Você conhece as peculiaridades de cada região do corpo

Como lida diretamente com a pele, uma depiladora precisa entender sobre a pele e suas características. Além disso, é importante que ela conheça as diferenças de cada região do corpo. Afinal, realizar depilação na virilha, perna ou buço, por exemplo, é bem diferente, não é mesmo?

É por isso que os cursos de depilação vão auxiliar o profissional a entender essas diferenças e como atuar em cada uma delas.

#2 Você aprende sobre o conforto dos seus clientes

Quando falamos de depilação, sabemos que muitas pessoas têm mais sensibilidade que outras e acabam sentindo dores ou desconfortos no momento do procedimento. Assim, é imprescindível que o profissional aprenda como lidar com essas situações, seja com técnicas ou produtos.

Assim, os cursos vão ensinar a depiladora a orientar seus clientes sobre os cuidados pós-depilação, por exemplo, ou como se preparar antes da próxima depilação.

#3 Você amplia sua cartela de serviços

Os cursos de depilação oferecem uma variedade de conteúdos, como novas técnicas e novos produtos, por exemplo. Dessa forma, é possível ampliar o portfólio de serviços e oferecer ainda mais novidades para as clientes.

Além disso, ao investir em um desses cursos, a profissional aprenderá sobre a escolha dos produtos para antissepsia, das ceras e dos calmantes pós-depilação também.

#4 Você aprende a evitar problemas decorrentes da depilação

A depilação pode ser um processo muito delicado, principalmente para quem já tem problemas de pele, por exemplo.

Assim, uma pessoa que optou por realizar cursos de depilação pode oferecer melhores resultados às suas clientes. Isso também evita casos, por exemplo, de pelos encravados que surgem quando eles são retirados de forma errada. Um pesadelo que pode ser evitado procurando uma profissional de qualidade!

#5 Você aprenderá sobre o descarte de materiais

Uma parte importantíssima no processo de depilação é a esterilização e o descarte de materiais. E isso é outro aspecto que você aprenderá ao investir em cursos de depilação.

Você entenderá, por exemplo, que todos os materiais não descartáveis devem ser esterilizados a cada uso. Já os que são descartáveis devem ir para lixos diferentes: aqueles que entraram em contato com a pele do cliente precisam ser descartados como lixo infectante, por exemplo. Já as ceras também devem ser jogadas fora, nunca reaproveitadas!

Cursos profissionalizantes de depilação da Spasso: vem conhecer!

Agora que você já entendeu a importância de investir em cursos de depilação, venha conhecer os cursos da Spasso, que abordam diferentes técnicas e muitas novidades sobre essa área.

Acesse aqui e veja nosso calendário de cursos.

Como escolher produtos para depilação? Aprenda aqui

escolher produtos para depilação

Se escolher produtos para depilação é um desafio pra você, fique tranquila! A Spasso vai te ajudar a entender melhor como selecionar os produtinhos e preparar a sua pele para passar por esse momento sem dramas! Vem com a gente!

Como escolher produtos para depilação?

Antes de tudo, é preciso conhecer quais os produtos mais comuns disponíveis no mercado. Cada um deles possui características próprias e que o torna mais indicado para ser usado em determinada área do corpo.

Então conheça os principais tipos:

Lâminas

As lâminas são uma das opções para quando você for escolher produtos para depilação. Embora muita gente não goste delas, elas são práticas, rápidas e econômicas. No entanto, elas são uma boa opção para você que não tem muitos pelos ou não se incomoda muito com eles.

Já áreas mais sensíveis, elas podem causar alergias e coceiras, por isso escolha muito bem a área em que vai usá-la.

Ceras quentes

Normalmente, esse tipo é usado para remover pelos mais compridos. Nesse método, o pelo é arrancado pela raiz, o que também diminui o crescimento dos pelos. Com isso, a pele fica lisinha e a tendência é que os pelos fiquem mais finos também com o passar do tempo.

A cera quente, dependendo de onde for utilizada, pode causar um pouco de desconforto, conforme a sensibilidade da pele. Mas não se esqueça de que isso também tende a diminuir com o tempo, ok?

Uma outra vantagem desse método é que existem muuuitas opções no mercado, feitas dos mais variados elementos. Algumas hidratam a pele ou deixam o local menos sensível, por exemplo, o que é uma grande vantagem, não é?

Ceras frias

A cera fria nem sempre é um dos itens preferidos por quem vai escolher produtos para depilação. Isso porque, enquanto a opção quente abre os poros (por conta da temperatura) e diminui a sensação de dor, a cera fria apenas arranca os pelos da raiz, sem interferir nos poros.

Com as mesmas vantagens da cera quente, a versão fria pode ser uma opção na hora de escolher produtos para depilação em áreas cujo pelo não encrava tanto, como as pernas e os braços. Para quem está procurando algo prático, essa cera também é ótima. Ela pode ser levada em qualquer lugar, como em uma viagem, por exemplo.

Cremes depilatórios

Esses tipos de cremes são ideais para áreas menores, como o buço, porque não são tão agressivos. Eles não arrancam os fios, apenas os enfraquecem, fazendo com que eles se “soltem”.

O melhor desse produto é que ele garante uma depilação praticamente indolor e com resultado rapidinho. Existem algumas opções que já vêm inclusive com hidratante, o que deixa a pele bem macia após a remoção dos pelos.

O pós-depilação

Além de ser certeira na hora de escolher produtos para depilação, você não pode esquecer de um detalhe muito importante: o pós-depilação.

Independente do método que você escolher, é importante que você cuide da pele depois da depilação. Para isso, você também vai precisar de alguns produtinhos. Anota aí:

– Hidratante: somente no dia seguinte, já que sua pele pode ficar irritada com a presença de outro produto

– Loções calmantes: caso a pele fique muito vermelha, elas dão um “refresco” e evitam os pelos encravados

– Protetor solar: com a pele mais sensível, sempre que for sair ao sol aplique um protetor solar para proteger as áreas que foram depiladas

Agora que você já aprendeu mais sobre esse ritual, vá até a Spasso mais próxima de você e encontre todos esses produtinhos!

E não se esqueça: aqui na Spasso oferecemos também cursos de depilação para você que quer se especializar. Confira nossa agenda!